U.S. Hemp and Oil is committed to bringing the benefits of CBD to the world.  With an ever-expanding lineup of Cannabis based offerings, provide a winning formula of excellence to ensure your success.

OUR EXTRACTS

Frequently asked questions

What makes Full Spectrum Different?


Unlike isolated or synthetic cannabinoids, US Hemp and Oil Full Spectrum Hemp Oil refers to pure oil that features the complete plant profile of the same cannabinoids present in the original hemp plant. This all-natural CBD hemp oil extract supplement allows the cannabinoids and terpenes to work together in what is called the “entourage effect” to achieve a natural state of homeostasis in the body.




What Does Full Spectrum Mean?


Full spectrum hemp oil refers to the presence of any number of naturally occurring trace cannabinoids, flavonoids, terpenes and nutrients found within high quality whole plant cannabis extracts and oils.




What is Full Spectrum Oil Used for?


This winterized and decarboxylated oil is typically used for internal applications such as tinctures, gel caps, gummies, and a multitude of other applications where a true full spectrum oil is needed.




What is Full Spectrum Hemp Oil?


Essentially, full spectrum hemp oil is a minimally refined hemp extract that strives to maintain as much of the original natural balance found within the particular genetic characteristics of a specific strain of cannabis.





FULL SPECTRUM OIL

..

Frequently asked questions

O trabalho do detetive particular é reconhecido por lei/autoridades ?


Sim! A profissão de detetive particular agora é reconhecida por lei. A Lei 13.432/2017 O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1o (VETADO). Art. 2º Para os fins desta Lei, considera-se detetive particular o profissional que, habitualmente, por conta própria ou na forma de sociedade civil ou empresarial, planeje e execute coleta de dados e informações de natureza não criminal, com conhecimento técnico e utilizando recursos e meios tecnológicos permitidos, visando ao esclarecimento de assuntos de interesse privado do contratante. § 1º Consideram-se sinônimas, para efeito desta Lei, as expressões “detetive particular”, “detetive profissional” e outras que tenham ou venham a ter o mesmo objeto. § 2º (VETADO). Art. 3º (VETADO). Art. 4º (VETADO). Art. 5º O detetive particular pode colaborar com investigação policial em curso, desde que expressamente autorizado pelo contratante. Parágrafo único. O aceite da colaboração ficará a critério do delegado de polícia, que poderá admiti-la ou rejeitá-la a qualquer tempo. Art. 6º Em razão da natureza reservada de suas atividades, o detetive particular, no desempenho da profissão, deve agir com técnica, legalidade, honestidade, discrição, zelo e apreço pela verdade. Art. 7º O detetive particular é obrigado a registrar em instrumento escrito a prestação de seus serviços. Art. 8º O contrato de prestação de serviços do detetive particular conterá: I - qualificação completa das partes contratantes; II - prazo de vigência; III - natureza do serviço; IV - relação de documentos e dados fornecidos pelo contratante; V - local em que será prestado o serviço; VI - estipulação dos honorários e sua forma de pagamento. Parágrafo único. É facultada às partes a estipulação de seguro de vida em favor do detetive particular, que indicará os beneficiários, quando a atividade envolver risco de morte. Art. 9º Ao final do prazo pactuado para a execução dos serviços profissionais, o detetive particular entregará ao contratante ou a seu representante legal, mediante recibo, relatório circunstanciado sobre os dados e informações coletados, que conterá: I - os procedimentos técnicos adotados; II - a conclusão em face do resultado dos trabalhos executados e, se for o caso, a indicação das providências legais a adotar; III - data, identificação completa do detetive particular e sua assinatura. Art. 10. É vedado ao detetive particular: I - aceitar ou captar serviço que configure ou contribua para a prática de infração penal ou tenha caráter discriminatório; II - aceitar contrato de quem já tenha detetive particular constituído, salvo: a) com autorização prévia daquele com o qual irá colaborar ou a quem substituirá; b) na hipótese de dissídio entre o contratante e o profissional precedente ou de omissão deste que possa causar dano ao contratante; III - divulgar os meios e os resultados da coleta de dados e informações a que tiver acesso no exercício da profissão, salvo em defesa própria; IV - participar diretamente de diligências policiais; V - utilizar, em demanda contra o contratante, os dados, documentos e informações coletados na execução do contrato. Art. 11. São deveres do detetive particular: I - preservar o sigilo das fontes de informação; II - respeitar o direito à intimidade, à privacidade, à honra e à imagem das pessoas; III - exercer a profissão com zelo e probidade; IV - defender, com isenção, os direitos e as prerrogativas profissionais, zelando pela própria reputação e a da classe; V - zelar pela conservação e proteção de documentos, objetos, dados ou informações que lhe forem confiados pelo cliente; VI - restituir, íntegro, ao cliente, findo o contrato ou a pedido, documento ou objeto que lhe tenha sido confiado; VII - prestar contas ao cliente. Art. 12. São direitos do detetive particular: I - exercer a profissão em todo o território nacional na defesa dos direitos ou interesses que lhe forem confiados, na forma desta Lei; II - recusar serviço que considere imoral, discriminatório ou ilícito; III - renunciar ao serviço contratado, caso gere risco à sua integridade física ou moral; IV - compensar o montante dos honorários recebidos ou recebê-lo proporcionalmente, de acordo com o período trabalhado, conforme pactuado; V - (VETADO); VI - reclamar, verbalmente ou por escrito, perante qualquer autoridade, contra a inobservância de preceito de lei, regulamento ou regimento; VII - ser publicamente desagravado, quando injustamente ofendido no exercício da profissão. Art. 13. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 11 de abril de 2017; 196o da Independência e 129o da República. MICHEL TEMER




Exigências para fazer o curso de detetive particular?


Idade mínima 18 anos, ambos os sexos, sem exigência de nível de escolaridade. Não ter antecedentes criminais, estar em dia com suas obrigações civis e militares.




Quais equipamentos necessários para axercer a profissão?


Inicialmente é necessário uma câmera fotográfica ou mini filmadora, conforme o curso ensina.




O mercado de trabalho para detetive particular é bom ?


Sim. Conforme pesquisas realizadas por diversos órgãos de imprensas e comunicação, a profissão que mais cresce no mercado de trabalho é de Investigador / Detetive particular, pois dia a dia aumenta o número de adultérios, roubos em hotel e comercio em geral, extorsão, fraudes, estelionatos, pessoas desaparecidas, prejuízos nas indústrias e comercio. Tudo isto vem crescendo muito nos últimos anos.




Tem o curso presencial ou só online ?


Nosso curso é somente online. Assim o aluno pode estudar nas suas horas livres. As aulas podem ser assistidas de qualquer aparelho celular ou computador.





CBD DISTILLATE

See what's new on our social media: